segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Prólogo.


Nova York. 
07:00 a.m.

— Mãe acorda! — A garota chacoalhou com força a mãe que acordou assustada. 
— O que aconteceu? — Olhou para a filha sentada na beira da cama ainda de pijama. 
— Acorda. — Demetria olhou para o relógio em cima do criado-mudo. Eram sete da manhã de um... sábado? Katy só podia estar louca para a acordar a mãe as sete da manhã de um sábado. Ela queria esganar a filha. 
— Você me acordou as sete da manhã num sábado? — Desviou o olhar do relógio e encarou a filha que sorria alegremente. 
— Não é um sábado qualquer mamãe. Nós vamos viajar hoje, esqueceu? — A garota encarou a mãe intensamente com seus olhos azuis cor do céu. Toda vez que Demetria olhava para aqueles olhos se lembrava de Joseph, seu ex-marido que tinha lindos olhos azuis cintilantes. 
— Eu não esqueci eu só... — Demetria mordeu o lábio e Katy riu. 
— Você esqueceu sim. Agora levanta que nosso voo sai as oito e meia. — Katy deu um beijo na bochecha da mãe e se levantou indo para o seu quarto. 
— Acho que trocamos os papéis. — Demi comentou e pode ouvir a gargalhada da filha. 
Era hoje. Era hoje que Demetria reencontraria o filho, Charlie e seu ex-marido Joseph. Ela estava radiante e com medo ao mesmo tempo. Radiante pois veria seu filho. Ela estava morrendo de saudades dele. Os dois só se falavam por telefone e nada mais. Mas estava com medo de rever Joseph. Por mais que não o visse à sete anos, tinha medo de que quando o visse não conseguisse controlar seus sentimentos. Ela podia se fingir de durona, mas ainda sentia algo por ele. Ela queria acreditar que não o amava mais, que agora eram só amigos, mas lá no fundo, bem lá no fundo de seu coração ela ainda sentia algo por ele, algo forte. 
Demetria suspirou e balançou a cabeça tentando afastar seus pensamentos inúteis. Levantou-se da cama e foi em direção ao banheiro para tomar banho. Entrou no banheiro e despiu-se, ligou o chuveiro e entrou debaixo da aguá quente. O chuveiro era o melhor lugar da casa para se pensar. Às vezes Demetria passava horas naquele banheiro pensando na vida, em seus filhos, em Nicholas, em Joseph... Mas também passava horas chorando, chorando mágoas perdidas. Chorando após ser atingida por lembranças do passado. Lembranças que não se apagaram, nem mesmo com o tempo. E ele sempre estava nessas lembranças. Ah! Ela precisava para de pensar nele. Ele está noivo e irá se casar. Ele está seguindo em frente e ela estava se martirizando por tudo. Teria sido melhor se ela tivesse aceitado o pedido de casamento de seu chefe, Nicholas Miller. Ele parecia tão apaixonado por ela. Eles tinham química, eles se entendiam. Mas não! Ela não aceitou o pedido de Nicholas, porque achava que ela e Joseph algum dia talvez, pudesse voltar. Uma semana depois ela recebeu o maravilhoso convite de casamento de Joseph. Ela se lembrava até hoje aquele vazio que sentiu ao ler o convite. As lágrimas teimavam em cair, sua voz estava embargada e ela sentia um aperto no coração. Era como se o mundo tivesse desabado em suas mãos, e ela não sabia o que fazer. Aquilo ela demais para ela. Então tomou uma decisão; nunca mais choraria por Joseph. Nunca mais deixaria ele a magoar. Havia decidido; iria seguir em frente. Mas essa mais uma promessa quebrada. 
Novamente Demetria se pegou chorando no banheiro, como sempre fazia. Às vezes ela se perguntava de onde vinha tantas lágrimas assim. Não acreditava que ainda houvesse lágrimas para ser derramada. Mas se houvesse, ela não as derramariam mais. 
Lovato desligou o chuveiro e enrolou-se numa toalha. Escovou os dentes e foi até seu closet. Já eram sete e meia, ela não podia demorar muito. Então, optou por algo simples. Um shorts jeans curto, uma regata branca com uma estampa de caveira. Calçou seus inseparáveis saltos preto. Passou uma maquiagem básica e prendeu os cabelos num coque frouxo. Para quem tinha 38 anos, Demetria tinha um corpo de dar inveja. Parecia que tinha uns 25 anos. Tinha coxas grossas, um bumbum grande, barriga definida, seios fartos... Um belíssimo corpo. Ela se cuidava e gostava de estar saudável e bem consigo mesmo. Antes de sair do quarto olhou-se no espelho para certificar-se de que não estava com os olhos vermelhos por conta do choro. 
Ela desceu as escadas e encontrou a filha tomando café. Demi sorriu olhando-a. Katy se parecia com ela, mas tinha os olhos azuis de Joe. Aliás, Charlie também tinha olhos azuis, mas aquele era o Joseph quando adolescente. E Katy a mãe quando adolescente, tirando os olhos azuis. 
— Demorou mãe. — A menina reclamou enquanto passava nuttela no pão. 
— Desculpe-me. As malas já estão no carro? — Demi pegou um copo e encheu até a metade com um suco de laranja. 
— Já, pedi que Pierre fizesse isso.  — Katy olhou atentamente para a mãe e indagou. — Estava chorando de novo?
— O quê? Não! — Exclamou nervosa. Ela pegou uma maçã e se levantou. — Acho melhor irmos logo. Já terminou? 
— Já. — Katy se levantou e seguiu com a mãe até o elevador, após trancarem a casa. Minutos depois já estavam no carro rumo ao aeroporto. 

Nova Jersey. 
10:00 a.m. 

— Elas vão demorar papai? — Era a vigésima vez que o garoto perguntava aquilo. Joseph suspirou. 
— Calma Charlie. Daqui a pouco elas chegam. 
Joseph e Charlie estavam no aeroporto a espera de Demetria e Katherine. Charlie estava pulando de alegria e ansiedade. Não via a hora de rever  mãe e a irmã. Joseph por outro lado estava nervoso. Depois de sete anos ele reencontraria ela. E se ela tivesse mudado. E se estivesse namorando, ou noiva, ou se já estivesse casada. Ah! Do que isso importa? Ele iria se casar. Ele estava seguindo em frente e provavelmente ela também. Se não ela não teria aceitado vir no casamento dele, não é? 
Joseph suspirou e sorriu vendo o filho todo animado para ver a mãe e a irmã. Apesar do nervosismo ele também estava animado. Estava com saudades da filha. Queria saber tudo da mesma. E também queria ver Demetria. Querendo ou não ele estava com saudades dela. Saudades das conversas sem pé nem cabeça. Das piadinhas sem graça. De tudo. 
— Pai? — Charlie estalou os dedos na frente de Joseph o despertando de seus pensamento. 
— O quê? — Joseph o olhou atônico.  
— São elas? — Charile apontou para frente onde duas mulheres vinham em sua direção. Elas sorriam e caminham lentamente até eles. Joseph apenas assentiu, sentindo o coração acelerar. — Mãe. — Charlie sai correndo em direção as duas, deixando o pai sozinho. 


Awnnn *---*
Tá ai o prólogo, depois de amanhã eu posto o primeiro capítulo. 
Espero que estejam gostando da fic. 
Respostas aqui
Rumo aos 100 seguidores? Será que conseguimos. Espero que sim hehehe'
Até terça. 
Beijos my girls. 

23 comentários:

Roberta Cagnani disse...

Como assim vc para ai. Nesse momento perfeito !
Omg posta mais plllz

Fanfics Jemi' disse...

Ah tadinha da Dem, ela sofrendo pelo canalha do Joe e ele ainda tem a coragem de mandar o convite de casamento pra ela. :/
Já estou até imaginando Demi chegando poderosa no aeroporto, e o Joe vai ficar babando por ela kkkkkk que comece a operação cupido dos gêmeos!! Posta logoo <3

Carol Gomes disse...

AHHH nao para ja to amando <33
Mds tadinha da Dem caran,chorando pelo Joe duvido q ele tambem nao chora por ela..
Awwnnn *-*
Posta Logo
Xoxo

alessandrademi disse...

NECESSITOOOO DE MAIS....COMEÇOU ARRASANDO MESMO,DIVOU EM TUDOOO...
JOE RETARDADO,ESPERO QUE ELE PENSE NA BURRADA DELE...ANSIOSA PARA O PRIMEIRO CAPÍTULO...
SOU SUA FÃ U.U
POSTA LOGOOOO
BEIJOS
NÃO DEMORAAAA POR FAVOR <3 <3 <3

suzaninha ♔ disse...

ai que perfeito, cara... sdlkhcx acho que ele ainda gosta da dems ):
enfim, teu pedido de afiliação foi aceito e já tô seguindo o teu blog, ok? poste logo! bjs

Jacquellyne Amálie disse...

Perfeitoooooo

kit kat ♥ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
kit kat ♥ disse...

Own... POSTA LOGO PORRA! p.s: estou curiosa e quando estou curiosa é isso o que acontece. p.s 2: que coincidência tem um Charlie aqui tbm... interessante ;)

êh samaraa disse...

oe clarinha (:
já pus vc na minha elite afiliados :3
criei um novo blog, vc pode divulgar ele pra mim?
http://mymirrorstaringbackat-me.blogspot.com/
dá uma olhada se puder (: grata desde já (:
beijãos!

Lααrıı disse...

POSTA POSTA POSTA.
Como que eles vão reagir?
Vey posta logo.
Nunca imaginei o Joe com olhos azuis '-'

Giselle Lovato disse...

Adorei,
posta logo
que eu to quase morrendo de ansiedade!
beijossss

Clarinha disse...

É para deixar um gostinho de quero mais haha'

Clarinha disse...

Coitada da Demi. Joe ousado. Adora uma confusão.
Babando é pouco kkkkk' Logo os gêmeos entram em ação!

Clarinha disse...

Com certeza chora, que não chora por Demi Lovato? kkkkkk'

Clarinha disse...

Obrigada, fiquei me sentindo agora kkkk'
Awnnnnn *-----*
Tenho uma fã, que emoção kkkkkk'

Clarinha disse...

Acho que eu também.
Obrigada, você já está na minha elite também.

Clarinha disse...

Obrigada :)

Clarinha disse...

Nem falo nada, eu também sou assim kkkkk'
Eu sei que tem um Charlie ai também, e ele é muito fofo :)

Clarinha disse...

Oi pra você também.
Você já está nos meus afiliados também. Divulgo sim, gata. já estou até seguindo ;)

Clarinha disse...

Também nunca imaginei o Joe de olhos azuis, mas tudo tem uma primeira vez, né?

fabi disse...

Apenas amando essa fic desde ja, leitora nova :-) quando vc vai postar???? Perfeitooo

Clarinha disse...

Calma ai, já postei :)

Kartika dwi sari disse...

Agen Judi Bola
Agen Judi
Agen Bola
Agen Bola Online
Agen casino Online
Agen SBOBET
Agen IBCBET
Prediksi Bola
Agen 338A
Agen Asia Poker77
Prediksi bola Atletico Madrid vs Rayo Vallecano
Prediksi bola Espanyol vs Barcelona
Prediksi bola Sevilla vs Real Betis